-

{ Resenha } O presente — Cecelia Ahern

Lido em: Agosto 2015
Título: O presente
Autor: Cecelia Ahern
Gênero: Drama e Comédia
Páginas: 253
Ano: 2010
Editora: Novo Conceito
Comprar: Saraiva
Nota:

Todos os dias, Lou Suffern luta contra o tempo. Ele tem sempre dois lugares para ir, sempre duas coisas a fazer. Quando dorme, sonha com os planos do dia seguinte e, quando está em casa com a esposa e os filhos, sua cabeça está invariavelmente em outro lugar. Numa manhã de inverno, Lou conhece Gabe, um morador de rua, sentado no chão, sob o frio e a neve, do lado de fora do imenso edifício onde Suffern trabalha. Os dois começam a conversar, e Lou fica muito intrigado com as informações que recebe de Gabe; informações de alguém que tem observado reuniões improváveis entre os colegas de trabalho de Lou. Ansioso por saber de tudo e por manter o controle sobre tudo, Lou entende que precisa ter Gabe por perto e lhe oferece um emprego. Mas logo o executivo se arrepende de ter ajudado Gabe: sua presença o perturba. O ex-mendigo parece estar em dois lugares ao mesmo tempo, e, além disso, fala umas coisas muito incomuns. Quando começa a entender quem realmente Gabe é e o que ele faz em sua vida, Lou percebe que passará pela mais dura das provações.

Estava ansiosa por ler este livro, pois a autora escreveu um dos meus livros preferidos (P.S. Eu te amo), então criei muitas expectativas. E não me decepcionei!

Lou, o protagonista, é um verdadeiro cafajeste à primeira vista. Um homem bem-apessoado que se dá bem com todos ao exibir seu sorriso de porcelana, principalmente quando se trata das mulheres. Ele é casado e tem dois filhos. Mas para isso o bem decidido e atarefado Lou, não dá importância alguma. Ao menos, no início.
Gabe parece ser a versão "boazinha" de Lou, pois conseguiu conquistar não apenas as pessoas que trabalham com ele (e com Lou, já que foi ele quem lhe conseguiu o emprego em sua empresa), mas também a família de Lou. E assim, tomado por ciúme e inveja, Lou passa a sentir raiva de Gabe. Essa raiva tornou-se piedade, depois, curiosidade, e por último, medo.
Com o tempo, a evolução de Lou torna-se visível – embora só tenha me convencido de sua mudança ao final do livro, quando ele percebe que sua família pode demiti-lo assim como seu chefe pode.

Essa história é sobre uma pessoa que descobre quem é. Sobre uma pessoa cujo interior é revelado a todos que a estimam. E todos são revelados a ele. No momento certo.

Ao final, senti falta de maiores esclarecimentos. Muitas questões ficaram em aberto. Porém, por um lado, é um ponto positivo, porque permite que o leitor tire suas próprias conclusões e se sinta mais à vontade para viajar em suas hipóteses. O fato é que a obra cumpre seu objetivo de tocar profundamente quem a lê. Foi um real presente para pessoas que, assim como Lou, põem o trabalho, a ambição (ou qualquer outra coisa), à frente da família. Mas o título não foi em vão. Embora o desfecho seja um pouco melancólico, Lou ganha um verdadeiro presente!
O livro é uma delícia do início ao fim, porque é como se a autora estivesse conversando com o leitor, e é de um tratamento muito carinhoso e reconfortante, com certa intimidade, como se ela entrasse em nosso interior e enxergasse tudo lá. Então você termina de ler, e percebe que não foi apenas Lou que se modificou.
A diagramação foi perfeita, combinando exatamente com todo o clima do livro, além de uma capa muito fofa! A narrativa de Cecelia continua sendo divertida e leve. Não tenho o que reclamar de suas descrições, nem de nada em sua escrita. Não prende tanto quanto "P.S. Eu te amo", mas é tão bom quanto. E, aos poucos, acaba conquistando.

Recomendo muitíssimo! E agora, que estamos pertinho do natal, principalmente, afinal, é uma história natalina. E serve para todos nós como uma bela "Lição de Natal"!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do post? Então comente e me faça feliz...
Encontrou algum erro de ortografia ou qualquer outra pérola? Mande-nos um e-mail avisando!
Obrigada pela visita!! Volte SEMPRE!!!!!
Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...