-

{ Resenha } A bibliotecária de Aushwitz

Lido em: Abril 2015
Título: A Bibliotecária de Auschwitz
Autor: Antonio G. Iturbe
Gênero: Biografias & Memórias
Páginas: 372
Ano: 2013
Editora: Agir
Comprar: Livraria CulturaSubmarino
Nota:
Skoob

Muitas histórias do horror e sofrimento testemunhados dentro dos campos de concentração nazistas são contadas e recontadas, já estão gravadas e arquivadas. É difícil, nesses relatos, encontrar atos de esperança e força diante de todo o mal registrado durante o Holocausto. 'A Bibliotecária de Auschwitz' é um livro diferente. É uma história verdadeira e cheia de detalhes a respeito de um professor judeu, Fredy Hirsh, que criou uma escola secreta dentro do bloco 31, no campo de concentração de Auschwitz, dedicando-se a lecionar para cerca de 500 crianças. Criou também uma biblioteca de poucos volumes com a ajuda de Dita Dorachova, uma menina judia de 14 anos que se arriscava para manter viva a esperança trazida pelo conhecimento e escondia os livros embaixo do vestido. É um registro de uma época sofrida da História, mas que também mostra a coragem de pessoas que não se renderam ao terror e se mantiveram firmes usando os livros como 'arma'. 

Histórias sobre o horror que foi o holocausto são sempre emocionantes e possuem o poder de transmitir os mais diversos sentimento, mas "A bibliotecária de Aushwitz" foi muito além. Um relato tocante sobre judeus, holocausto e uma paixão sobre livros.

Confesso que surpreendente imaginar que existiu uma biblioteca, ainda que pequena, dentro do campo de concentração de Aushwitz. Sim, esta é uma história real. Logo ao iniciar a leitura já conhecemos Dita, uma garota de 14 anos que chegou no campo de concentração junto de seus pais. Este campo é um pouco diferente dos outros, pois permite que os familiares fiquem próximos um dos outros e também permitem a estadia de crianças. Inclusive, existe um barraco destinado a elas, o barracão 33. 

{ Resenha } Escrito nas Estrelas

Escrito nas estrelasLido em: Janeiro 2015
Título: Escrito nas estrelas
Autor: Sidney Sheldon
Gênero: Romance
Páginas: 366
Ano: 1992
Editora: Record
Comprar: Saraiva
Nota: 

Foi numa cidadezinha do Canadá, trabalhando na pensão do pai, que a bela Lara Cameron iniciou uma trajetória de sucesso como empresária do ramo imobiliário. Foi lá também que adquiriu toda a sua ambição e perdeu a ingenuidade. Agora, dividida entre a proteção de um amigo, a paixão de um advogado e o magnetismo de um músico, ela caminha numa trilha perigosa: o jogo de mentiras e fraudes do mundo dos negócios. Os personagens fascinantes e a trama vigorosa de 'Escrito nas Estrelas' mostram que Sidney Sheldon tornou-se o escritor mais lida da atualidade.

É um prazer resenhar hoje um livro do aclamado autor Sidney Sheldon, uma personalidade poderosa no mundo literário e cinematográfico. Foi o primeiro livro que li dele, e posso afirmar que entendi o motivo de seu sucesso. Em uma palavra, ele foi ESPETACULAR nesta obra.

Lara Cameron é a mocinha da história. Mas de mocinha ela não tem nada. O tempo todo, à medida que ia conhecendo Lara, eu pensava: "Sidney foi mesmo espetacular, ele pegou o caráter de uma mocinha e o distorceu, até que ele se tornasse humano". A história conta toda a trajetória de Lara, desde sua infância difícil ao lado do pai que a desprezava e sempre fora um fracassado na vida, até o seu mais alto ponto de sucesso, e por fim, à sua descida à realidade. Posso dizer que foi um esquema perfeito.

Lara tinha muitos motivos para desistir da vida, pois desde o início, passou por dificuldades. A pensão de McAllister, da qual o pai tomava conta e era o cobrador, foi sua maior distração e fonte de estranhas alegrias por muito tempo. Esta pensão situava-se em Glace Bay, e lá foi onde Lara deu o pontapé inicial para o seu sucesso, mas de forma bastante peculiar, pois ela mal tinha instrução (além de algumas conversas com um amigo que fizera há muito na pensão, que lhe ensinou toda a base de que ela precisava para os negócios imobiliários). Porém, não foi fácil dar este pontapé, o que nos faz sentir uma piedade enorme pela personagem.

{ Resenha } Carrie, a estranha - Stephen King

Lido em: Abril 2015
Título: Carrie, a estranha
Autor: Stephen King
Gênero: Suspense, Terror
Páginas: 296
Ano: 2009
Editora: Ponto de leitura
Comprar: AmericanasSubmarino
Nota:
Skoob

Solitária, ela carrega dentro de si um ódio cada dia mais profundo. Carrie seria apenas mais uma entre varias adolescentes angustiadas, não fosse um detalhe: ela possui poderes sobrenaturais devastadores. Consegue fazer as coisas se moverem, e esse é o seu jogo, o seu poder o seu pecado. Aos 16 anos, desajustada socialmente, Carrie prepara sua vingança contra todos os que a prejudicam. A vendeta vem a tona de forma furiosa e amedrontadora que até hoje permanece como exemplo de uma das mais chocantes e inovadoras narrativas de terror de todos os tempos.

Já conheço a história de Carrie tem muitos anos... Ainda me lembro de quando pequena assistia ao filme no SBT e sempre tive curiosidade de conhecer a obra, quanto arrependimento de não ter lido este livro incrível antes!

Carrie é uma garota comum como tantas que conhecemos, sofre com espinhas, não gosta de seu corpo, mas o que a faz ser muito diferente é toda a proteção que sua mãe a envolve, uma religiosa fervorosa e um tanto maluca. 

Logo no inicio da narrativa acontece a cena que desencadeia toda uma série de eventos futuros. Carrie está no vestiário feminino e fica menstruada pela primeira vez com 16 anos, o problema é que ela não sabe o que isto significa e acha que está morrendo... Suas colegas acham a situação muito engraçada e começam a atirar absorventes e gritar com Carrie, tudo isto já seria muito perturbador, contudo esta não é a primeira vez que Carrie é ridicularizada, isto ocorre desde quando ela entrou na escola e desta vez algo desperta dentro dela.

{ Resenha } Simplesmente Irresistível


Lido em: Março 2014
Título: Simplesmente Irresistível
Autor: Rachel Gibson
Gênero: Chic Lit
Páginas: 389
Ano: 2013
Comprar: Saraiva
Nota: 
A história começa com o casamento, no Texas, da recém-formada Georgeanne com o milionário Virgil, um homem três vezes mais velho que ela. Os únicos talentos de Georgianne são cozinhar e falar muito, mas o que Virgil realmente aprecia nela é o corpo curvilíneo e perfeito.
Percebendo que não é capaz de desposar um homem com idade para ser seu avô, Georgeanne larga o noivo no altar e foge com o astro do hóquei John Kowalsky, que joga no time do qual Virgil é proprietário. John não faz ideia da encrenca em que se meteu, e só percebe que está ajudando a noiva do seu chefe quando já é tarde demais. Uma longa noite se estende diante deles, e nenhum dos dois resiste à tentação de passá-la juntos.
Mas, no dia seguinte, John dispensa Georgeanne para não comprometer sua carreira, deixando-a com o coração partido e sem rumo.
Se me perguntarem qual é o livro que eu mais gosto da Rachel a minha resposta vai ser sempre não sei, porque não consigo escolher entre tantas histórias divertidamente maravilhosas dessa mulher. Um conselho para você que anda na dúvida se deve ou não ler algo dela, só digo uma coisa, se foi escrito pela Rachel, compre, leia e se divirta porque eu tenho certeza absoluta que vai valer apena.

Simplesmente Irresistível é mais uma prova de que ela sabe o que está fazendo. Nesse livro somos apresentados a Georgeanne e John. Eles se encontram quando ela ela está fugindo de seu próprio casamento com Virgil, um velho rico e proprietário do time Chinooks de hóquei. Ela encontra John no lugar e hora certa e pede a ele ajuda para ir embora. Apesar de saber que nada de bom poderia vir desse pedido ele cede e a ajuda a escapar. Georgeane não tem para onde ir pede abrigo na casa dele e após uma noite quente juntos John leva Georgeanne até o aeroporto, deseja tudo de bom à ela e vai embora, deixando-a sem rumo e sem perceptivas.
.
Decidida a não se deixar abater ela vai, ainda em seu curto vestido de noiva rosa, até um buffet em busca de um emprego e aí conhece Mae, uma mulher que apesar de durona e atitudes grosseiras, já sofreu muito e elas encontram uma na outra a família que precisam para seguir em frente. E é isso que Georgie faz, segue em frente. Sete anos mais tarde a vida dela gira em torno de Mae, Lexie, uma garotinha de seis anos cujo pai ela não faz ideia de que exista e a empresa de catering que ajudou a salvar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...