-

{ Resenha} As batidas Perdidas do Coração

Lido em: Março 2015
Título: As batidas Perdidas do Coração
Autor: Bianca Briones
Gênero: New Adult 
Páginas: 406
Ano: 2014
Editora: Verus
Comprar: Saraiva
Nota:
As Batidas Perdidas do Coração - Viviane acaba de perder o pai. Com a mãe em depressão, ela se vê obrigada a assumir o controle da casa com o irmão mais novo. Rafael teve o pai assassinado há alguns anos e agora viu quatro pessoas de sua família, incluindo a única irmã, morrerem em um acidente de carro.
Viviane pertence a uma classe social que ele despreza. Rafael é tudo o que ela sempre ouviu que deveria evitar. Eles são opostos, porém dividem a mesma dor. Jamais se aproximariam se a morte não os colocasse frente a frente, e agora, por mais que saibam que são completamente errados um para o outro, não conseguem evitar uma intensa conexão, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre.
As batidas perdidas do coração é uma história sobre perdas e como cada um lida com elas. É o encontro atormentado entre a dor e o amor. Com uma narrativa sexy, envolvente e repleta de música, este livro traz a última tentativa de duas pessoas arruinadas que, juntas, buscam desesperadamente se encontrar.

Eu tinha acabado de terminar um livro surpreendente, um final de trilogia emocionante e busquei por algo na minha estante que fosse leve e descomplicado, quanta ingenuidade minha achar que As Batidas Perdidas do Coração seria assim. O livro é intenso, as emoções transbordam das páginas do começo ao fim e não há como não terminar a leitura pensando de maneira diferente sofre algumas coisas da vida.
“-Meu pai dizia que, quando descobrimos que estamos apaixonados, o coração fica tão assustado que pula um batimento, como se estivesse se preparando para todas as variações de velocidade que vai ter que enfrentar a partir daí. É o que ele chamava de “batidas perdidas do coração”. Segundo ele, o coração nunca recupera o ritmo correto até se encontrar no peito de outra pessoa.” 
Quando comecei a ler tive aquela sensação de que seria um livro extremamente clichê, onde a mocinha rica se apaixona pelo bad boy magia todo errado e depois tudo vira festa e flores. O destino os coloca frente a frente sim, porém foi o primeiro livro que eu li onde o bad boy está muito mais do que danificado, ele está perdido. O relacionamento deles começa em meio a dor e quanto mais eles tentam se odiar e achar desculpas para não ficarem juntos, eles percebem que não conseguem resistir a essa força que continua os colocando juntos. 

Viviane acaba de perder o pai, o chão e a alegria. Podemos ver logo de cara que o pai sempre foi a referência dela sobre a vida, seu porto seguro em meio as tempestades e agora ela se sente muito sozinha, apesar de estar rodeada de pessoas que a amam. Ela fala sobre o pai com muito carinho e amor e é visível que a perda vai mudá-la para sempre. Viviane tem sim, um complexo salvadora. Ela tomava conta do pai, nos meses de tratamento do câncer, cuida da mãe, que decidiu se entregar a tristeza pela perda do marido e do irmão que anda tão perdido quanto ela. Tentando ser a parte responsável e madura da família, dever esse da mãe e não dela. Quando seu relacionamento com Rafael fica sério e ela descobre seus mais escuros segredos, Viviane decide que irá salvá-lo, custe o que custar. Ela vai salvá-lo ou morrer tentando. Pelo menos é nisso que ela acredita.

Rafael vem perdendo muitas pessoas que ama ao longo da vida e ele definitivamente não sabe lidar com a dor da perda e então recorre as drogas. Álcool, maconha e cocaína são seus melhores amigos quando a situação aperta e ele não sabe pra onde correr. Em muitas partes do livro fiquei chateada e brava com ele por simplesmente preferir esquecer a dor de maneira tão egoísta e medíocre, do que lutar contra as mágoas e desgostos. Fica claro quando ele tenta mudar por Viviane, que quando precisamos mudar, tem que ser por nós mesmos e que está na nossa mão e na de mais ninguém o sucesso ou insucesso dessa decisão.  O caminho que Rafael terá que trilhar para se conhecer e se perdoar será árduo e longo. A vida nunca foi fácil para ele, porém parece que cada vez mais ela gosta de bater em Rafael. Em certos momentos, apesar da minha aversão as coisas que ele fazia, eu consegui entendê-lo um pouco. É difícil seguir em frente se toda vez que você se levanta, o tempo que você fica em pé é tão curto que não dá nem para aproveitar esse momento de alegria e antes que você perceba, a vida lhe dá outra rasteira.
"O avô disfarça um sorriso, se levanta e dá a volta na mesa, ficando de frente para mim. Então coloca as mãos em meus ombros.
- Tem algo em você, garoto... Não sei o que é, mas você desperta um instinto protetor nas pessoas. Acho que você sabe, tendo em vista o estrago que deixou pelo caminho. Quando soube o que havia acontecido à sua mãe, eu disse à minha neta que a vida bate em você. Bate mesmo, e bate duro, mas tem algo que você precisa saber: a vida nunca bate mais do que podemos aguentar, e você é mais forte do que imagina."
Uma das coisas que mais amei nesse livro é o amor e companheirismo que surge entre os personagens ao longo da história. Os caminhos dessas duas famílias se cruzam em meio a tragedias, mostrando que não existe diferença de classe social quando se trata da perda de alguém que se ama, mas da dor, uma nova família se forma.  Rodrigo e Lucas, irmão de Viviane e primo de Rafael, respectivamente, encontram um no outro a amizade capaz de curar as feridas que ninguém mais conseguiria. Eles não precisam falar de seus sentimentos, os dois simplesmente conhecem a dor um do outro e esse entendimento os ajuda a superar suas perdas. As primas de Viviane também estão lá para ela quando a garota precisa e juntos eles formam uma família que se entendem e se apoiam. Dispostos a tudo uns pelos outros, mostrando que quando se tem amor envolvido tudo é possível. Não posso deixar de falar também de Lex, amigo de infância de Rafael e que já viu o pior dele e mesmo assim nunca desistiu do amigo. Uma autêntica amostra de amizade verdadeira.

As batidas perdidas do Coração é uma história dramática e fascinante, que fala da maneira como as pessoas enfrentam a dor perda, mas que também mostra que os recomeços batem a porta e que a decisão de deixa-los entrar pode não ser tão difícil quanto imaginamos. A autora consegue fazer uma história perfeita, que mexe com nossos sentimentos de uma maneira muito profunda, onde não há como não terminar a leitura com lágrimas nos olhos e um sorriso bobo no rosto. Impossível não se apaixonar pelos personagens criados por Bianca. Estou ansiosa pela continuação, O Descompasso Infinito do Coração, e espero ver mais uma história maravilhosa como essa. 

E gente, para quem não sabe a Bianca é uma autora brasileira e o livro se passa em São Paulo, então se você acha que os autores brasileiros não são tão bons quanto os estrangeiros é porque ainda não leu um livro como esse. Parabéns a nossa literatura e que cada vez mais as editoras brasileiras deem espaço para os autores fantásticos que temos por aqui.

Comente com o Facebook:

11 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Natana! Estou ansiosa para ler As Batidas Perdidas do Coração! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, querida! Bela resenha, mas o gênero não me interessa muito, a sinopse não chamou minha atenção, deu a ideia de história clichê... Mudar por alguém???? Não rola... só mudo por mim mesma...
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Já tinha lido alguma resenha sobre este livro que tinha me desanimado bastante, mas depois de ler a sua até me animei novamente HAHAHA Esse não é exatamente o tipo de livro que eu gosto ou costumo ler, então devo deixar mais pra frente, mas ainda assim a história parece ser bem tocante e eu tenho procurado novos autores brasileiros pra conhecer, então será uma ótima oportunidade <3

    Beijosss!

    ResponderExcluir
  4. Oi Natana, tudo bem? Tenho muita vontade de ler esse livro e só leio resenhas maravilhosas dele. Os personagens são bem construídos, com seus problemas e perdas, mas gosto da forma que eles encontram um no outro de superar isso. Adoro esse quote sobre as batidas perdidas do coração.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  5. Oi Natana, tudo bem?
    Eu tenho enorme curiosidade a respeito desse livro, li vários comentários sobre e essa capa é muito linda ♥ Já tem a continuação, não é mesmo? Sinceramente, não sou de gostar do gênero, mas você me trouxe altas expectativas com esse livro, espero ler brevemente ;) Mas assim como a Lilian disse, só mudo por mim mesmo e achei essa parte meio confusa (rs). Adorei sua resenha (:

    Beijos,
    http://umgrandevicioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Adorei a ideia do livro, é do tipo bem clichê, mas acho que gostaria, tanto pelo titulo que me chamou a atenção, como por sua resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi tudo bem?
    Não gosto muito de romances, mas esse parece sair do clichê que tanto me irrita. Bom saber que é um trabalho nacional. É possível que eu leia, bjus!!
    http://lendoaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Natana, tudo bem?]
    Gostei muito da sua resenha, conseguiu transmitir a essência do livro, ele é lindo e eu amo <3
    Nossos autores realmente são maravilhosos, alguns até melhores que os de fora.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  9. Oi, não li este livro ainda, mas me surpreendo como ainda tem gente que torce o nariz para nossos autores. Belo exemplo este seu, não vejo a hora de ler e me deliciar.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  10. Esse livro está na minha meta obrigatória de abril! Tenho desde outubro, e já enrolei demais para ler. Acho que até agora não vi uma resenha que não fosse 5 estrelas, e tem um monte favoritando :).
    Gosto de dramas que envolvam problemas familiares, então acho que vou amar a história da Viviane e Rafael
    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bom?
    Realmente é uma leitura intensa e surpreendente. Eu amei ler esse livro e tive as mesmas sensações que você teve. A autora conseguiu criar personagens cativantes e bem reais. É impossível não torcer para a Viviane e o Rafael.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então comente e me faça feliz...
Encontrou algum erro de ortografia ou qualquer outra pérola? Mande-nos um e-mail avisando!
Obrigada pela visita!! Volte SEMPRE!!!!!
Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...