-

Review - Killing Sarai - J. K. Redmerski

Lido em: Fevereiro de 2014
Título: Killing Sarai
Autor: J. A. Redmerski
Gênero: Ficção, Suspense
Páginas: 396
Ano: 2013
Comprar: Amazon
Nota:

Sarai tinha só quatorze anos quando sua mãe a levou para viver no México em um quartel de drogas. O tempo fez com que ela mudasse, endurecesse e ela tornou-se uma garota que jamais conseguirá ser normal novamente. Quando um americano aparece no complexo que vive, ela vê nele sua chance de escapar, entretanto nada acontece como o esperado e ela acaba virando vítima em seu próprio jogo. Victor é um assassino frio, treinado para matar desde pequeno, e quando uma garota aparece de supetão em seu carro e o ameaça, ele não sabe se a mata lentamente ou em segundos. Logo Sarai percebe que saiu das mãos de um homem perigoso para cair nas garras de outro. Mas, enquanto fogem, uma ligação começa a se formar entre eles e Victor está disposto a tudo para mantê-la com vida e mostrar que a vida na Ordem não é algo para ser almejada. Nesse jogo de gato e rato, descobrir e entender quem é mais perigoso, as pessoas ou os sentimentos, pode significar a vida ou morte.

Fazem nove anos que Sarai foi vendida pela mãe a um traficante chamado Javier e vive em um complexo no México, e nesses nove anos ela vem sendo abusada física e psicologicamente sem trégua. Mas Sarai é diferente, ela se tornou durona, inflexível e uma ótima atriz. Ela fará o que for preciso para escapar desse lugar e a oportunidade aparece quando Victor, o melhor assassino da Ordem, uma organização de matadores de aluguel,  é contratado para eliminar alguém que Javier não quer que viva.  Juntos eles verão seus mundos serem virados de cabeça para baixo e serão forçados a questionar suas regras e ideais.

"... você vai pelo menos me dá uma arma?" Silêncio filtra através do espaço entre nós. "Você vai?" Pergunto novamente, agitando esse silêncio. "Isso vai me dar uma chance de lutar. Ou eu vou matar Javier ou a mim mesma, mas vou morrer sabendo que eu tentei."

Eu ainda estou um pouco confusa sobre como fazer essa resenha... O que vi retratado nesse livro é a realidade de muitas meninas pelo mundo afora e isso me chocou bastante... A forma como assunto é tratado, tão real e sombrio, e a maneira detalhada e cruel como tudo é narrado, intercalado entre Sarai e Victor, tráz aquele arrepio na espinha... Killing Sarai  é o tipo de livro que faz seu estômago revirar... Repleto de morte, dor e todo tipo de abusos possíveis, fazem com que a leitura tenha um clima de inquietação e apreensão. O livro me fez questionar várias vezes o meu censo de certo e errado... Meu Deus, é difícil você concordar com o que Victor faz para sobreviver... Não acho que seja um estilo de vida certo, mas ai você vai lendo e entendendo os motivos por traz de cada ação... Vai vivenciando a brutalidade ao qual, tanto Victor quanto Sarai, são expostos e no final  você acaba com a mesma sede de vingança que eles... É realmente incrível a maneira como Redmerski nos faz mergulhar de cabeça nessa realidade tão desesperadora do tráfico de pessoas, drogas e assassinatos por encomenda... Cheguei ao final do livro sem querer opinar sobre o certo e o errado, apenas querendo que os protagonistas conseguissem sair com vida.

Não espere ver nesse livro algo bonito e romântico... O romance existe sim, a atração dos dois é tão forte que chega a saltar para fora das páginas, mas Sarai e Victor estão tão quebrados pelas vidas que tiveram que eles não conseguem ter um relacionamento saudável, nenhum dos dois tem capacidade para isso, não enquanto viverem nessa vida, fugindo de tudo e de deles mesmos...

“Eu acho que agora eu sei o que se sente como quando uma pessoa passou metade de sua vida na prisão e é liberada de volta para o mundo. Eles não sabem o que fazer com si mesmos, eles não sabem o que fazer para se adaptar à sociedade. Eles constantemente olham por cima do ombro. Eles não podem dormir por cinco horas ou acreditar que eles podem escolher o que comer e quando comer. Violência, escuridão e confinamento é tanto uma parte deles que a metade deles nunca aprende de outra maneira.” 

Eu nunca imaginei que fosse gostar tanto de algo assim tão sombrio e perturbador porque sou a favor de segundas chances e essas frescuras emocionais,  mas me deparei com cima realidade completamente diferente e gostei. Acho que a forma como os protagonistas passam por cima dos obstáculos que os separam dos seus objetivos é muito coerente e de fácil compreensão... Sarai é tão maltratada e ela simplesmente não quebra.. Se eu tivesse metade da força dela eu já estaria satisfeita. Victor por outro lado é completamente focado e calculista, também para alguém que tem mais mortes no seu currículo do que eu tenho livros na minha estante ele não poderia ser diferente, porém no decorrer da história vamos vendo que ele ainda tem um pouco de humanidade dentro dele e que ele apenas precisava de um gatilho para que isso viesse à tona. O casal se completa das maneiras mais absurdas possíveis e isso faz deles um par quase imbatível nesse mundo de horrores... Os dois são bastante maduros e convictos daquilo que eles querem, fazendo que com a história tenha o conjunto completo para ser surpreendente do jeito que é. Esse livro não é sobre finais felizes e bonitos, sobre herói e mocinha, nada disso, é algo duro e brutal, mas que ainda assim consegue ser sexy, deixando a trama ainda mais viciante. 

Eu não sou seu herói. Eu não sou a outra metade de sua alma que nunca poderia deixar nada de ruim acontecer com você. Confie sempre em seus instintos primeiro, e em mim, se você escolher, por último.

Eu sempre busco livros que mexam comigo e me façam questionar meus conceitos e opiniões e Killing Sarai é exatamente assim. Fiquei dividida entre a vingança e o que é verdadeiramente certo. Sabemos que não temos o direito de fazer justiça com as próprias mãos, porém mesmo assim isso fica martelando na nossa cabeça. Não há como prever o que vai acontecer, há muitas reviravoltas e desencontros que simplesmente não conseguimos imaginar o final. E que final!!! Quase morri...  Enfim, está mais do que recomendado, na verdade é quase uma obrigação ler esse livro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do post? Então comente e me faça feliz...
Encontrou algum erro de ortografia ou qualquer outra pérola? Mande-nos um e-mail avisando!
Obrigada pela visita!! Volte SEMPRE!!!!!
Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...