-

Resenha - Partials - Dan Wells

Lido em: Janeiro de 2014 
Título: Partials #1 
Autor: Dan Wells 
Editora: ID 
Gênero: Ficção Científica 
Páginas: 440 
Ano: 2012 
Nota:
A raça humana está quase extinta após a guerra com os Partials – seres criados em laboratório, idênticos aos humanos. Eles liberaram o vírus RM, ao qual apenas uma pequena parte da população é imune. Os sobreviventes da América do Norte se reuniram em Long Island ao mesmo tempo que os Partials se retiraram da guerra misteriosamente. Kira é uma médica em treinamento que vê, dia após dia, todos os bebês morrerem, pouco tempo após o nascimento. Há mais de uma década nenhum nasce imune ao RM. O tempo está se esgotando e, com ele, a esperança. Decidida a encontrar a cura, Kira descobrirá que a sobrevivência dos humanos tem muito mais a ver com as ligações entre eles e os Partials do que se imagina. Ligações das quais a humanidade se esqueceu, ou simplesmente não sabia que existiam...

Nos encontramos em Long Island, onde os últimos sobreviventes da raça humana estão vivendo, ou melhor dizendo, sobrevivendo após o ataque dos Partials e ao virús RM lançado por eles, pelo menos isso é o que os humanos pensam. Há 11 anos, data do ataque Partial, nenhum bebê nasce e sobrevive. Não há explicações  do porque os sobreviventes serem imunes ao vírus que deveria ter dizimado todo ser humano do planeta e muito menos há uma cura para os bebês. A população vai ficar velha e morrer e aparentemente não há nada que se possa fazer, pois todos os testes e tentativas já foram feitas e não houve nenhum progresso. Kira, uma das médicas novatas está com a irmã adotiva grávida e se vê na obrigação de fazer alguma coisa para salvar não só essa criança mas todas as que conseguir. Ela vai reunir seus amigos e fazer uma grande bagunça, pois Kira acredita que a única coisa capaz de neutralizar o vírus RM encontra-se no organismo de um Partial e o grupo quebra todas as leis estabelecidas pelo senado quando vão atrás do que deseja a jovem médica.

Bom, eu amo distopias. Nela o autor pode fazer o que bem entender com o mundo que decidiu criar e eu acho isso fantástico, pois as opções são simplesmente infinitas e nunca sabemos o que esperar da história, e isso é bastante emocionante, devo dizer-lhes... Quando li a sinopse de Partials fiquei com muita vontade de ler o livro, com isso tinha muitas expectativas sobre ele. Que decepção, isso mesmo. Foi uma grande decepção, pois a história só começa a valer a pena após as 200 primeiras páginas. Os acontecimentos parecem ser em câmera lenta. Sabe quando o livro não consegue te fisgar de maneira nenhuma? Não que a história seja ruim, pelo contrario, achei bastante criativa e original. Os personagens tinham química entre si e houve algumas cenas de ação, lá no final, que compensaram o tédio do livro.

O romance existe, mas não é o foco principal da história e disso eu gostei. Kira ama Marcos mas ela é muito racional e prática para deixar que sua vida pessoal interfira na sua missão. Há também outros personagens do grupo de amigos de Kira que aparecem bastante e fazem com que a história fique bem dividida entre os personagens secundários. Só que infelizmente há alguns buracos que não são fáceis de engolir e a mensagem que ficou é de que os adultos são menos inteligentes que os adolescentes, pois foi preciso uma jovem de 16 anos para tomar coragem e procurar a solução onde ela podia ser encontrada.  Ai eu me pergunto como ninguém antes havia pensado que jovens serem obrigadas a engravidar compulsivamente para, sabe-se lá como, um dia, assim do nada, o bebê nascer imune ao vírus não era a melhor solução... Não dá pra assimilar, desculpem...

Claro que tudo é uma questão de gosto. Sei que não estou na faixa etária do publico alvo, mas sei reconhecer quando a história é instigante e nos faz devorar as páginas independente da idade para qual ela foi escrita, porém, não desmerecendo de maneira nenhuma o trabalho de Dan, esse livro é, no geral, chato. Aquela leitura que você vai deixando pra depois, pra depois e que quando termina de ler não deixa aquele gostinho de quero mais. Espero que nos próximos volumes a história tenha mais ação, pois apesar de tudo gostei de Kira e estou curiosa sobre os segredos que ficaram no ar sobre ela.


Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Oi!
    Eu também adoro distopias, acho muito legal entrar na mente do autor, sabe? E quanta criatividade eles têm!
    Devo confessar que não me interessei pelo livro, 3? Difícil ver uma distopia, ainda mais resenhada por quem goste do gênero, com uma nota dessas. E detesto livros que demoram a desenrolar a história.

    Adorei o blog! Já estou seguindo.
    Beijão!
    www.enfimepilogo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, eu também amo distopias. Estava bem ansioso para ler essa série, tinha visto várias resenhas positivas sobre ela. Uma pena que você não gostou, confesso que até desanimei um pouco para ler, pois odeio livros parados e pelo que você falou esse é assim quase o livro inteiro.
    Suas resenhas são ótimas, parabéns.
    Beijo,
    umviciadoemlivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto muito de distopia e Sci-fi e sua resenha me deixou curioso quanto ao livro.
    Parabéns pelo blog.
    Beijos

    estantejovem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi! Ah eu tb adoro distopias. Ainda não li esse e é um que está na minha lista. Aliás, esse e o "A 5ª onda".
    Que pena q vc não gostou. É ruim qnd a gente se decepciona... Mas entendo o q vc quis dizer. Vamos ver o q irei achar qnd eu ler.
    Ótima resenha!

    http://lapiselivros.blogspot.com.tr/

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então comente e me faça feliz...
Encontrou algum erro de ortografia ou qualquer outra pérola? Mande-nos um e-mail avisando!
Obrigada pela visita!! Volte SEMPRE!!!!!
Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...