-

Resenha - Cores de Outono - Keila Gon


Lido em: Agosto de 2013
Título: Cores de  Outono
Autor: Keila Gon 
Editora: Novos Talentos
Gênero: Literatura Nacional, Romance
Páginas: 440
Ano: 2012
Comprar: Saraiva
Nota:

O inesperado, o impossível, o destino... Quem ama escolhe seus caminhos, vence o medo, ultrapassa a razão, duela com a dúvida entre o certo e o fácil para seguir seu coração. Melissa encontrou em um olhar as revelações de toda uma vida e longe da lógica escolheu o caminho confuso, mas surpreendente do amor. Ela chegou à pequena cidade da montanha com a responsabilidade de cuidar de Alice, sua irmã caçula, esperando uma vida simples. Mas se viu envolvida por Vincent, um estranho arrogante, dono de irresistíveis olhos turquesa que vai levá-la através da sombra e da luz para revelar surpresas inimagináveis de um Mundo Mágico perigoso e fascinante. A cada encontro este homem misterioso amedronta e encanta; desperta sentimentos e a faz duvidar de sua coragem. Mas, antes que Melissa seja arrebatada por esse amor, ela precisa enfrentar elfos, magos e intrigas em um mundo inóspito que testará seu coração. Cores, de outono é o primeiro volume de uma saga mágica que vai instigar emoções e paixões.

Simplesmente não pude deixar de comparar com Crepúsculo, e olha que dificilmente comparo séries. Os personagens se parecem muito, tanto ela quanto ele. A família dele é reclusa e mal falada pela cidade por não se "misturar", porém não são vampiros, são magos. Magos que brilham!!! O mocinho (Vincent) tem um passado perturbador e diz não ser tão bonzinho assim e que o melhor para a mocinha (Melissa) é ficar longe dele, já ela, decidiu que eles vão ficar juntos e está disposta a aturar tudo o que ele fizer. Bastante clichê. Talvez a diferença entre Vincent e Edward seja o mau humor de Vincent, ele dificilmente não está resmungando e brigando com algo, terrivelmente irritante, mas um pouco sexy, vou confessar.
"Vincent contornou o carro com uma corrida e parou na minha frente com ar de reprovação.
_É difícil ser cavalheiro hoje em dia se as damas nunca esperam - rosnou rabugento.
Eu ri. Vincent gostava de abrir e fechar portas, conduzir e proteger donzelas indefesas e pelo que observei da sua personalidade mutante, ele procurava ser cavalheiro mesmo quando estava de mau humor."
Na minha humilde opinião, é claro, quando um livro é narrado em primeira pessoa, o personagem tem que ser simplesmente melhor que todo o resto, não adianta o enredo, no geral, ser bacana se, na maior parte da leitura, estamos com vontade arrancar os cabelos por não simpatizar com personagens como a Melissa. A autora simplesmente quis colocar todas, quando digo todas, não estou exagerando, as inseguranças das mulheres em uma única personagem. Ela, em alguns momentos, chega a dizer que um cachorro tem a coordenação motora melhor que a dela, um ser humano normal, pelo que entendi, em outros, diz que não consegue caminhar sem tropeçar - meu Deus !! - a garota tem 21 anos mas se comporta a maior parte do tempo como se tivesse 16. Salvo alguns momentos de sensatez, a personagem me tirou completamente do sério com seus devaneios infantis e bobos.

Um ponto positivo, quem tem dons mágicos não é Melissa, mas sim irmã dela que tem 5 anos e, a partir dessa descoberta, o livro vai ficando melhor, podemos entender os porquês de alguns acontecimentos estranhos e a história flui com menos enrolação e devaneios pois, em relação a irmã, ela se mostra muito responsável e cuidadosa. O livro em si é bastante bom, tem uma história bem original e um tema super bacana, o que faltou foi um maior desenvolvimento dos personagens, eles terminam basicamente como começaram. Espero que na continuação a autora desenvolva mais os medos e dificuldades da protagonista e que ela volte tendo as reações e praticando ações condizentes com sua idade e responsabilidade, pois as poucas vezes em que ela se mostrou corajosa e adulta não foram suficientes para merecer meu respeito. Estou bem curiosa sobre como será o próximo volume, curiosa se vou continuar indiferente aos melodramas de Melissa ou se vou acabar gostando dela.

Segue mais três quotes que gostei:

"-O que para você é fantasia, para ela pode ser normal - ele completou." 

"- Palavras são importantes... poderosas. Podem esconder verdades ou revelar mentiras e não gosto de ser protegida por mentiras. Prefiro me machucar com a verdade."

"Melissa, faça o certo, não o fácil."

Bom, por hoje é só!
Beijos

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Gostei da resenha... comecei a ler o livro ontem e estou adorando.... Xero!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ainda não comecei a ler esse livro, mas não pensava que ele era desse jeito... Na maioria das vezes sempre vejo resenhas positivíssimas sobre ele, e até jurava que esse seria um dos melhores livros nacionais do ano. Curti bastante a resenha! :3

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que os autores nacionais estão ficando fodas a cada ano que passa. Essa autora, ja vi ela em uma foto, gostei demais. Adorei vc comparar com crepusculo rs [amo] ... Achei bem diferente da capa o conteudo, como engana... rsrs... Quero mt ler, gostei da ideia dos magos!! :O

    ResponderExcluir
  4. Sempre estive interessada nesse livro. Acho a capa MA-RA-VI-LHO-SA e a sinopse me encantou quando fala em elfos e magia *-* Pena que vc não tenha gostado tanto assim.
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então comente e me faça feliz...
Encontrou algum erro de ortografia ou qualquer outra pérola? Mande-nos um e-mail avisando!
Obrigada pela visita!! Volte SEMPRE!!!!!
Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...