-

Resenha - O Substituto - Brenna Yovanoff


Lido em: Novembro de 2012
Título: O Substituto
Autor: Brenna Yovanoff
Editora:  Bertrand Brasil 
Gênero: Romance Sobrenatural
Páginas: 336
Ano: 2012
Comprar: Saraiva
Nota:
Mackie não é um de nós. Ele vive na pequena cidade de Gentry, mas vem de um mundo de túneis e águas escuras e lamacentas, um mundo de garotas-cadáver governado por uma pequena princesa tatuada. Ele é um Substituto — deixado no berço de um bebê humano há dezesseis anos. Agora, devido a uma alergia fatal a ferro, sangue e solo consagrado, Mackie está morrendo aos poucos no mundo dos homens. Mackie daria qualquer coisa para viver entre nós.

A primeira coisa que me chamou muito a atenção para o livro foi, sem dúvida a capa, com a faca, a tesoura e esses outros elementos pendurados acima do carrinho de bebê.  Fiquei realmente curiosa. Mas toda a empolgação não passou do primeiro capitulo. Não sou  e acredito que nunca vou ser  muito fã de mortos vivos, coisas fedorentas e feias não, comprei o livro mais como um desafio literário mesmo e posso dizer que foi um desafio terminar a leitura. Simplesmente não me conquistou. A única coisa que eu realmente gostei foi no tamanho do amor que a irmã de Mackie - personagem principal- tem por ele e principalmente por ela sempre estar por perto cuidando e demonstrando esse amor, mesmo sabendo que ele não é seu irmão de verdade e isso me fez pensar na vida real, onde nem sempre a  família é feita apenas de pessoas com o mesmo sangue, mas sim de seres que se amam e se completam, mesmo sem terem nenhum vínculo sanguíneo, que a família faz toda a diferença no tipo de pessoa que você vai se tornar.

Ele é narrado em primeira pessoa, o que na minha humilde opinião, limita muito a percepção dos outros personagens e torna o livro que já é cansativo mais cansativo ainda, pois o único ponto de vista que temos é do protagonista. Eu fiquei agoniada durante a leitura, pois muitas vezes as informações não são suficientes, o livro é bastante confuso. Os personagens não são assustadores, eles são nojentos mesmo, rsrsrs, verdadeiramente estranhos, bem construídos, mas estranhos.

O foco principal é a troca de bebês por seres como Mackie eu ainda nem sei direito o que ele é, o mais irritante e frustrante é que a cidade toda sabe da existência desses seres e faz de conta que não. As crianças são, na maioria das vezes, trocadas por seres que estão prestes a morrer, assim os pais enterram elas e tudo segue em frente, que horror. Os pais de Mackie sabem que ele não é humano e ainda assim o amam isso eu gostei  porque sabem que ele não tem culpa de ser o que é e muito menos, de ter sido colocado no lugar do filho deles. No entanto Mackie está doente e os únicos que podem ajudar são os mortos vivos fedorentos e gosmentos que vivem embaixo do lixão da cidade e, com essa inesperada proximidade, ele descobre que são feitos rituais com as crianças humanas trocadas e que a última criança raptada - a irmã da menina que ele finge não estar muito afim bem coisa de guri boboca - ainda está viva. O menino fará de tudo para salvá-la e provar que todos podem conviver pacificamente, sem que mais pessoas precisem sofrer.

Enfim, não me ganhou. Tem um enredo até que tirando as partes confusas aceitável, personagens fortes, um tema não muito comum, mas ainda assim não me cativou. A intenção talvez tenha sido de fazer um livro um tanto assustador, mas ele ficou entre o cute forçado e o enjoativamente chato, cheio de dileminhas e blablablás, e esse tipo de história não me agrada.

Comente com o Facebook:

13 comentários:

  1. eu nao leria esse livro sabe
    nao é muito o meu estilo e tudo mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é o meu também, realmente foi um desafio... kkk

      bjo bjos

      Excluir
  2. Oi, flor.
    Tudo bom?
    Assim que eu vi essa capa soube que necessitava ler esse livro rs
    É bem "sinistra", faz completamente meu estilo haha
    Eu achei a história muito interessante.
    Já está na minha listinha de leitura :)
    Beijinhos
    http://fulanaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim, é bem sinistro, kkkk
      Então se você gosta, é o livro certo... kkk

      bjo bjos

      Excluir
  3. Resenha bem esclarecedora em ? kkkk
    Realmente não parece ser muito bom, ao meu ver, é tipo Feios, ideia diferente, personagens bem construidos, mas não conquista a gente!
    i-tudo-i-tudo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vou descordar de você em relação a comparação feita com Feios...
      Ao meu ver são totalmente diferentes e eu gostei de Feios... kkkkkk

      bjos bjos

      Excluir
  4. Bah... E eu quase comprei esse livro!! Ainda bem que não comprei xD
    Mas acho que a história vai me fazer lembrar um pouco de 'Puros' por ter coisas feias e talz.

    Boa resenha, Nat... Gosto de como vc deixa bem visivel sua opinião.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Hehehe, a primeira impressão que tive ao ver a capa do livro foi: que macabro xDD
    Não conhecia o livro, mas a sinopse tbm não me chamou mtu a atenção, foi como vc falou: foi a capa que despertou a minha curiosidade ^^

    http://autoracarolinaribeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Adoro esse tipo de leitura, porque é bizarro, é diferente... Mas a sinopse não me chamou tanta atenção, apenas a capa me fez ficar pensativa quanto a ela. Adorei a resenha, gosto da forma como escreve elas. *-*

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que capa sombria haha :O ele parece ser um bom livro pra quem gosta do gênero.

    ResponderExcluir
  8. A capa é perfeita, pena que não te ganhou :/

    ResponderExcluir
  9. Quero muito esse livro, me conquistou de primeira

    ResponderExcluir
  10. Apesar da resenha negativa, acho que fiquei interessada
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então comente e me faça feliz...
Encontrou algum erro de ortografia ou qualquer outra pérola? Mande-nos um e-mail avisando!
Obrigada pela visita!! Volte SEMPRE!!!!!
Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...